Santa Casa santo antônio: Novos serviços começam a ser implantados | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Santa Casa santo antônio: Novos serviços começam a ser implantados

Santa Casa santo antônio:   Novos serviços começam a ser implantados

Nos próximos dias, o Hospital de Santo Antônio da Patrulha (HSAP), gerido pela Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre desde maio, passará a prestar outros serviços pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Trata-se de um conjunto de serviços contratados pelo Estado do Rio Grande do Sul, por intermédio da Secretaria Estadual de Saúde (SES/RS), que contempla tratamentos considerados de média complexidade. Dentre eles, estão:
• Serviços ambulatoriais: consultas, exames e avaliações de necessidade de intervenção cirúrgica nas seguintes especialidades: cirurgia vascular; cirurgia ortopédica; cirurgia geral; cirurgia otorrinolaringológica; cirurgia oftalmológica e cirurgia ginecológica. Os pacientes deverão ser encaminhados pela rede de atenção básica (postos de saúde) para avaliação de necessidade cirúrgica, e regulados conforme mecanismos e diretrizes definidos pela SES/RS. As equipes médicas do HSAP receberão os encaminhamentos dos respectivos pacientes e, após avaliação ambulatorial, serão encaminhados ou não para cirurgias. As primeiras especialidades cirúrgicas disponíveis pelo SUS (oftalmológica e vascular) estão em processo de habilitação de senha para direcionamento das agendas, e terão as suas consultas iniciadas ainda em dezembro. Para acessar essas e outras especialidades, o cidadão patrulhense, de Caraá e residentes de outras cidades da região do Litoral Norte gaúcho, deverão procurar o posto de saúde mais próximo de sua residência e consultar com o Médico da Atenção Primária, que irá referenciar os pacientes com necessidades de tratamento de médica complexidade ao respectivo especialista.
• Urgência e Emergência – Plantão Clínico Adulto e Pediátrico: mais de 90% dos pacientes deste serviço são oriundos do município de Santo Antônio da Patrulha, sendo aproximadamente 20 a 25% com maior gravidade (cores amarelo e vermelho na classificação de risco). A base do SAMU é no mesmo prédio do hospital, facilitando, assim, a integração desses serviços. A Classificação de Risco realizada para 100% dos pacientes tem objetivo de priorizar o atendimento no menor tempo possível aos pacientes mais graves. Desse modo, o HSAP está organizado para atender casos de urgência e emergência nas 24h do dia, e é referência para os municípios de Santo Antônio da Patrulha e Caraá.
• Diagnóstico e tratamento: nos mesmos moldes dos serviços ambulatoriais, os exames serão realizados mediante encaminhamento dos postos de saúde.
Na plenitude do funcionamento dos serviços auxiliares de diagnóstico e tratamento, o HSAP disponibilizará: Agência Transfusional, Radiologia Convencional, Tomografia Computadorizada, Densitometria Óssea, Mamografia, Ultrassonografia Convencional e com Doppler, Laboratório de Análises Clínicas, Exames de Anatomia Patológica e Métodos Diagnósticos para Oftalmologia.
Maurício Fogaça, gerente hospitalar do Hospital de Santo Antônio da Patrulha, informa que a assinatura de contrato com o Governo do Estado permitiu a retomada das internações a partir do mês de outubro, e que na sequência serão iniciadas as cirurgias de baixa e média complexidade. O administrador hospitalar comemora a conclusão do bloco cirúrgico: “uma obra complexa que necessitou de muitos investimentos por parte do Município, do Estado e da própria Santa Casa de Porto Alegre para iniciar a operação”.
A Santa Casa de Porto Alegre investiu um volume expressivo de horas de muitos profissionais de vários setores, já experientes em suas áreas de atuação, para que as melhorias nas instalações e equipamentos do Hospital de Santo Antônio da Patrulha – que estavam em condições péssimas, além de quantidades insuficientes -, fossem viabilizadas no menor prazo, com qualidade e custos adequados. Foram cedidas por empréstimo mais de 40 camas hospitalares, 2 aparelhos de anestesia, 2 focos cirúrgicos, dezenas de suportes para soro, 1 Tomógrafo 16 canais GE, 1 Equipamento de RX Convencional SHIMADZU, 1 Equipamento para Ultrassonografia Com Doppler, além de inúmeros outros itens.
Maurício informa, ainda, que foi solicitado à Secretaria Estadual de Saúde a carência de 6 (seis) meses para implantação de todos os serviços e que isso foi aceito. Desse modo, todos os serviços contratados serão implantados até março/2018. “As justificativas para pedido de prazo foram a demora nos processos de licitação (ainda não chegaram alguns equipamentos para o Centro Cirúrgico; Central de Esterilização e do Tomógrafo); demora no processo de regularização de serviços como Agência Transfusional (cujo alvará foi recebido em 11/11) e Radiologia, Mamografia, Ecografia, Tomografia e Densitometria, ainda sem alvará”, complementa o gerente hospitalar.
O prefeito Daiçon falou que a Administração tem se esforçado ao máximo para que o hospital Santo Antônio funcione a pleno, mas pede a compreensão da população, pois, segundo ele, reerguer uma casa de saúde que estava quase fechando não é tarefa simples. Também é solicitado que a população utilize os canais adequados para reclamações, pedido de informação e sugestões com relação ao hospital, que são: a ouvidoria do SUS (3662.7564 e 0800.6450644) e a própria Ouvidoria da Santa Casa (3214.8505 ou email ouvidoria@santacasa.tche.br).




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *