Secretário de Obras divulga cronograma de trabalho após as chuvas | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Secretário de Obras divulga cronograma de trabalho após as chuvas

Secretário de Obras divulga cronograma de trabalho após as chuvas

O mau tempo continua sendo o grande adversário das administrações municipais. Estradas e pontes são as mais atingidas e a Secretaria de Obras, Trânsito e Segurança de Santo Antônio tem que se desdobrar para atender todas as demandas decorrentes dos estragos causados pelas chuvas.
O secretário André Randazzo dos Reis anunciou um cronograma de atividades, sempre à medida que o tempo permite, já que o ciclo chuvoso ainda continua, tendo sido em outubro, como a Folha Patrulhense divulgou na semana passada com base em dados coletados por Jaime Müller, da Defesa Civil, onde se registrou o maior volume de chuvas nos últimos seis anos.
Mas antes, Deco anunciou a conclusão de mais uma etapa do processo licitatório para pavimentação da Rota da Rapadura, na Costa da Miraguaia: “Já temos a empresa vencedora da licitação, que é a Pavicon, que tem sede em Santo Antônio da Patrulha e apresentou orçamento com R$ 270.518,00 a menos do valor do edital, que era R$ 7.046.757,51 originalmente”.
A obra custará R$ 6.776.238,90. Conforme o secretário, no dia 18 deste mês, a licitação será homologada e posteriormente o contrato será assinado. A expectativa é de que em dezembro, as obras iniciem.
O prazo para execução da obra é de oito meses, neste projeto que compreende 7 km de asfalto aproximadamente. É a primeira obra de asfaltamento no interior de Santo Antônio da Patrulha realizada pela prefeitura.
Questionado sobre o cronograma de obras da Secretaria para os próximos dias, Deco respondeu que é difícil escolher a estrada com maior dificuldade. “Não tem mágica, nem milagre. Temos que retomar os trabalhos, priorizando as vias principais que recebem o transporte público”, afirmou.
Assim, aos poucos, a situação irá sendo normalizada, mas o secretário pede a compreensão de todos, porque é muito grande o volume de providências solicitadas pelos munícipes. “Todos têm razão, mas temos que nos sujeitar às condições do tempo”, conclui. A expectativa é de que na segunda-feira (18), em diante, o tempo se firme por um período mais prolongado, permitindo que as frentes de trabalho possam ser realizadas com toda a segurança necessária.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *