Gonha rebate críticas de Adelino Stecanela | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Gonha rebate críticas de Adelino Stecanela

Gonha rebate críticas de Adelino Stecanela

O ex-vereador e atual secretário geral do PTB Paulo Telles (Gonha), em referência à matéria publicada na edição da semana passada (24), na Folha Patrulhense, pelo vereador Adelino Stecanela em que esse se posiciona sobre o projeto de iniciativa popular (é a definição de Gonha), disse que as afirmações feitas por aquele vereador a seu respeito, “todas elas são incongruentes e são inverídicas pelas seguintes razões:
Quando eu era vereador, na legislatura de 2013/2016, no ano de 2015, entrei com um Projeto de Lei, onde diminuía os salários dos vereadores, do prefeito, do vice e dos secretários municipais em 50% do seu valor. Nessa votação, o vereador Adelino Stecanela votou contra e infelizmente meu projeto não foi aprovado.”
Acrescenta Gonha que quando o seu Partido se posicionou na época, “eu não era vereador. E naquela ocasião, me posicionei contra o aumento para 13 vereadores.”
Respondendo à outra crítica de Stecanela, Gonha disse que “demagogia e politicagem, penso eu, em querer diminuir despesas e gastos com o dinheiro público, não seja o adjetivo mais apropriado para o vereador Adelino dizer que estou fazendo”.
Recorda que foi feita uma enquete atual, em que 97% dos patrulhenses querem a redução de 13 para nove vereadores, bem como a redução dos salários em 50%.
A seguir afirma que “todo esse movimento popular, o projeto de Iniciativa popular, tem um único objetivo: economia do dinheiro público. É óbvio que nove vereadores gastam menos que 13 vereadores, diminui o número de assessores, diárias, etc. Por consequência, a devolução dos 7% (duodécimo) ao Executivo será maior. Essa questão de dizer que Vereador traz emendas parlamentares é uma falácia!”, enfatiza o conhecido político patrulhense.
“O deputado federal dá a Emenda Parlamentar ao seu partido. E o valor é conforme o número de votos que o mesmo faz naquele município. É uma pena que ainda tenhamos vereadores que pensam dessa forma, em não economizar dinheiro público”, conclui o ex-vereador Paulo Telles.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *