Secretária de Educação esclarece sobre escolas infantis | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Secretária de Educação esclarece sobre escolas infantis

Secretária de Educação esclarece sobre escolas infantis

A Secretária Municipal de Educação está esclarecendo uma situação relacionada com o atendimento de crianças nas escolas de Educação Infantil.
Conforme a professora Dalva Provenzi de Carli, uma indicação do Ministério Público determinou que não mais sejam feitos contratos e sim que haja concurso para preenchimento de vagas, e foi o que aconteceu. Após o atendimento da exigência com a realização do concurso e a homologação dos resultados, no final de dezembro último, em janeiro deste ano começaram as chamadas.
No caso específico da Escola Moranguinho – explica Dalva – havia um grande número de profissionais contratados. Por esse motivo, um maior número de nomeados será encaminhado para esta escola. Um processo de nomeação segue um trâmite normal, o qual a Secretaria está trabalhando por mais agilidade. O chamamento está ocorrendo, juntamente com entrega de documentos. Em reunião com as diretoras das Escolas Infantis, foi planejado o chamamento de forma gradativa das crianças de Berçário para o período de adaptação, principalmente nesta primeira semana. É intenção da Secretaria de Educação que, a partir da semana que vem, a situação se normalize. As próprias diretoras estão conversando com as mães a respeito, iniciando o período de adaptação, conforme sempre ocorre.
Sobre a alegação de que há apenas um professor na Educação Infantil para atender todas as crianças, ela explica: No berçário são atendidas crianças até dois anos, sendo 12 crianças por professor, tendo sempre um auxiliar para este professor, em cada turma. Somente a partir dos 03 anos de idade, ficam 20 crianças por professor, também sempre acompanhado de auxiliar. Ressalta a secretária que, no início e final do período de aula, há uma redução do número de crianças em cada turma.
Já em relação à falta de professores na Educação Infantil, Dalva Provenzi explica que, como a admissão só pode acontecer agora mediante concurso, foram chamadas 10 nomeadas e dessas, quatro desistiram e é necessário que elas primeiro assinem a desistência para após, serem chamadas outras concursadas para preenchimento das vagas. O mesmo acontece em relação às escolas do Ensino Fundamental.
“Estamos fazendo todo o esforço para normalizar essa situação, apesar das questões burocráticas, próprias de um concurso”, finaliza a secretária municipal da Educação Dalva Provenzi de Carli, que também abre as portas da Secretaria para qualquer esclarecimento, em qualquer horário.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *