Colégio Santa Teresinha realiza sua tradicional festa | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Colégio Santa Teresinha realiza sua tradicional festa

Colégio Santa Teresinha realiza sua tradicional festa

Santa Teresinha 2 Santa Teresinha 4

O Colégio Santa Teresinha realizou nos dias 10 a 11 deste mês, a sua tradicional festa que marcou, inclusive, as Bodas de Ouro dos formandos do Curso Ginasial de 1968, e dos formandos do curso Normal, Bodas de Prata dos formandos da 8ª série do 1º Grau de 1993, 2º Grau do mesmo ano, e do Curso Magistério. Os ex-alunos foram festeiros jubilares.
As comemorações incluíram a II Mostra da Arte, Cultura e Pesquisa, com programação especial para cada dia, eventos pedagógicos, culturais e de lazer, Celebração Eucarística na Igreja Matriz de Santo Antônio, homenagem aos festeiros, alunos, pais, familiares, auxiliares administrativos e professores. No domingo (11), houve celebração eucarística em honra a Santa Teresinha, almoço, e após, homenagem incluindo a APAST, GEST, AVEST, benfeitores, Irmãs Escolares, Jubilares e Comunidade. O bingo da festa realizado no Ginásio de Esportes do Colégio teve um grande público que respondeu positivamente ao belo trabalho ali desenvolvido por aquele tradicional Educandário da comunidade.

HISTÓRIA
Nos valemos de um texto do historiador Jaime Nestor Müller, com base na obra: Colégio Santa Teresinha – Irmãs Escolares de Nossa Senhora – Ellus Editora/Ano 2000. Santo Antônio nas Memórias do Padre Wunibaldo – editado em 1992, em que ele homenageou, em outubro último, em sua página no Facebook, os 76 anos daquele educandário:
“Entre 1933 e 1939, criado pelo padre Wunibaldo Backes, existiu o “Colégio Paroquial”, como era conhecida a Escola Paroquial Santo Antônio que funcionava na sacristia da Igreja Matriz Santo Antônio, que foi dividida em duas partes para acolher trinta alunos. Ele fundou esse colégio, pois aqui quando chegou em 1932, percebeu que o ensino em Santo Antônio da Patrulha era precário. Esta escola foi a semente para que surgisse o Colégio Santa Teresinha, pois havia a necessidade de que aqui tivesse um curso ginasial. Após algum tempo, vencendo todas as dificuldades imagináveis, finalmente vieram as Irmãs, pois era consenso na comunidade de que essa nova escola deveria ser administrada por uma Congregação Religiosa feminina.
Finalmente em 1º de março de 1939, as Irmãs começaram a atuar na Escola Paroquial dando aulas no salão paroquial que foi dividido em salas de aula, com paredes de tábuas rústicas e removíveis. O ambiente era muito ruim, pois as paredes não iam até o teto e o murmúrio dos alunos somado ao ranger das tábuas atrapalhava bastante. Estavam matriculados 76 alunos. Havia internato de 12 alunos entre meninas e meninos, e o dormitório e refeitório deles ficava nos dois andares no fundo da Igreja Matriz. Paralelamente funcionavam as duas escolas, a das Irmãs e a do Padre Wunibaldo (Colégio Paroquial). Não sendo possível manter as duas funcionando, no final do ano de 1939, encerraram-se as atividades do Colégio Paroquial, passando os alunos para a escola das Irmãs que funcionava provisoriamente no salão paroquial, aguardando o término das obras do Colégio Santa Teresinha, onde, numa iniciativa pioneira, seriam atendidos alunos de ambos os sexos. Em 1940, era Diretora do Primário no Salão Paroquial a Irmã Lidia Back e a Diretora Geral, por 17 anos, foi a Madre Theodora Kronzkalla.
Finalmente, em 06 de outubro de 1940, foi inaugurado o Colégio Santa Teresinha. A festa que estava programada foi transferida para outro dia, pois caiu uma chuva torrencial. Para marcar a inauguração da escola, foi plantado um coqueiro no centro do pátio do colégio. Este coqueiro não existe mais. O colégio começou com um internato para 20 meninas e 10 meninos”.
As fotos também estão na matéria de Jaime que colocou os devidos créditos.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *