Consumidor procura preços mais baratos em chocolates e peixes | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Consumidor procura preços mais baratos em chocolates e peixes

Consumidor procura preços mais baratos em chocolates e peixes
A partir de hoje, quinta-feira Santa, deverão aumentar as vendas de chocolates, principal produto procurado na Páscoa.

No Feirão de Páscoa dos Chocolates de Gramado, localizado na Rua João Pedroso da Luz, frente ao Sindicato Rural, Maria Luiza Santana dos Santos e o genro Ezequiel, afirmam que a procura está sendo muito boa. Quem mais procura, são aquelas pessoas já habituadas à compra de chocolates na Páscoa. Trabalhando com personalização para empresas e fábricas, o Feirão vai funcionar, inclusive na Sexta Feira Santa, não fechando ao meio dia.
No supermercado Compre Bem, na Várzea, conforme o proprietário Luiz Kovoski, a preferência do consumidor tem sido para estojos de bombons e as vendas estão indo muito bem.
Já no supermercado Gomes, tanto no Gomão, como no Gominho, a preferência também é por estojos, mas ovos tem tido muito boa procura, conforme a gerente Giane Santos Fraga.
PEIXES
O peixe é outro produto tradicional na Semana Santa. Na Feira do Peixe localizada na praça da igreja Nossa Senhora da Boa Viagem, carpas e tilápias são muito procuradas. Leandro Menezes trabalha apenas com filé e posta de tilápia e a procura, segundo afirma, está sendo muito boa. Nos Pescados Becker, agroindústria também familiar, há carpas que chegam a pesar oito quilos. Márcio Vieira Becker e a mãe, dona Osvaldina, estão muito contentes com a procura. Os preços de carpa e tilápia estão unificados: R$ 13,00 o quilo.
Na Feira do Peixe, a Emater e a secretaria municipal da Agricultura trabalham na coordenação.
No Gomão e Gominho há files de de várias qualidades de peixes, inclusive bacalhau direto de Portugal. A procura é ótima conforme afirma o responsável Edson Brito.O mesmo ocorre no supermercado Compre Bem, onde há variados tipos de peixe, sendo muito procurados pelos consumidores.


Profissional atuando há 50 anos no jornalismo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *