Mais de 90 mil pessoas já foram vacinadas contra a gripe na região | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Mais de 90 mil pessoas já foram vacinadas contra a gripe na região

Mais de 90 mil pessoas já foram vacinadas contra a gripe na região

Município de Gravataí anunciou que disponibilizará três mil doses extras da vacina, que já está disponível para o público geral. Em Cachoeirinha, o foco está nas crianças. | Foto: Rodrigo Cassol/Arquivo/JG

Iniciada no dia 10 de abril, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe já imunizou pelo menos 91 mil pessoas integrantes do público alvo da ação nos municípios de Gravataí e Cachoeirinha. De acordo com números do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde consultados na tarde desta terça-feira, 64 mil doses da vacina foram aplicadas em Gravataí, totalizando 82,77% de cobertura vacinal. Já em Cachoeirinha, o número de pessoas imunizadas chega a 27 mil, representando uma cobertura de 74,86%.

Para a diretora da Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Gravataí, Patrícia da Silva, a vacinação no município está seguindo a média dos anos anteriores. “Na comparação com as últimas Campanhas, a procura tem sido semelhante. Porém, como o público alvo vem aumentando ao longo dos anos, vai ficando um pouco mais difícil de alcançar a meta. Contudo, acredito que, se não chegarmos aos 90% de cobertura, ficaremos próximo disso”, informou Patrícia. Sobre os dados divulgados pelo Ministério da Saúde, a diretora disse que os números não estão completamente atualizados.

WhatsApp Image 2019-06-04 at 18.20.48

De acordo com uma funcionária, a UBS Vila Branca distribuiu 200 doses nesta terça. | Foto: Rodrigo Cassol/JG

Nesta terça-feira, a prefeitura de Gravataí informou que irá disponibilizar em todas as unidades de saúde do município mais três mil doses extras da vacina, que foram enviadas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Desde a última segunda-feira, a vacinação contra a gripe foi aberta para o público geral. “A vacina contra a Influenza é a maior medida de prevenção contra doenças respiratórias oriundas do vírus H1N1, evitando a hospitalização e o óbito”, finalizou a diretora.

Em nível nacional, a campanha atingiu 81% do público alvo, com 48,6 milhões de doses aplicadas. No Estado, a cobertura vacinal dos grupos prioritários ficou em 80%, com pouco mais de 3 milhões de vacinas distribuídas. A campanha, que tem a intenção de vacinar 90% do seu público alvo, foi exclusiva aos grupos prioritários entre os dias 10 de abril e 31 de maio.

Segundo o Ministério da Saúde, a imunização produzida para 2019 teve mudança em duas das três cepas que compõem a vacina contra a gripe, protegendo contra os três subtipos do vírus que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul. “A vacina é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença”, diz o órgão.

UBS Vila Branca com grande procura

WhatsApp Image 2019-06-04 at 18.21.34

Leonardo e Kesia procuraram por imunização na tarde desta terça. | Foto: Rodrigo Cassol/JG

Na tarde desta terça-feira, o autônomo Leonardo Windelferd, de 57 anos, e a filha Kesia Fonseca, de 28, foram até a Unidade Básica de Saúde (UBS) Vila Branca a procura da vacina. Porém, como as doses diárias já haviam sido distribuídas (cerca de 200), os dois não conseguiram se vacinar. De acordo com uma funcionária do local, a imunização estará disponível novamente nesta quarta-feira. “Procuro a vacina pois ela é importante para a saúde”, justificou Leonardo, que é morador do bairro Central.

Vacinação para o público geral já terminou em Cachoeirinha

De acordo com o secretário de Saúde de Cachoeirinha, Paulo Eduardo da Silva Abrão, a vacinação para o público geral no município se encerrou nesta terça-feira, devido à grande procura por imunização. Segundo ele, a prefeitura reservou uma espécie de estoque para o grupo das crianças. “Como a vacinação para esse público alvo ficou baixa, em torno de 60%, reservamos algumas doses exclusivas, acatando orientações de órgãos superiores, como a SES”, explicou o secretário. Em relação aos idosos, que era outra preocupação da Secretaria, Abrão garante que a meta foi atingida. “São os grupos mais vulneráveis”, explicou.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *