Campanha de vacinação contra a gripe começa na próxima segunda-feira | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Campanha de vacinação contra a gripe começa na próxima segunda-feira

Campanha de vacinação contra a gripe começa na próxima segunda-feira

Entretanto, secretários de Saúde de Gravataí e Cachoeirinha afirmaram que municípios ainda não receberam as doses da vacina. | Foto: Palácio Piratini

A Secretaria Estadual de Saúde anunciou, em seu site oficial, que a partir da próxima segunda-feira a vacina contra a gripe estará disponível em todos os postos de saúde do Estado. Apesar do anúncio, o secretário de Saúde de Gravataí, Jean Piery Torman, afirmou que o município ainda não recebeu as doses da vacina. “O governo do Estado chamou as Secretarias de Saúde dos municípios para uma conferência, que será realizada nesta terça, para tratar sobre essa campanha de vacinação. É lógico que Gravataí participará da campanha, mas, como ainda não recebemos as doses, não podemos afirmar quando a vacinação começará no município”, informou Torman. “Assim que tivermos condições, a campanha começará”, completou.

Já o secretário de Saúde de Cachoeirinha, Paulo Eduardo da Silva Abrão, afirmou que a pasta ainda não está divulgando as ações, pois aguarda a realização de uma reunião nesta semana. “Após esse encontro, poderei dar mais dados ao público. Mas os mais de 10 postos de saúde do município participarão da campanha”, disse o secretário. “Ainda não estabelecemos um cronograma para cumprir a meta, e por isso ainda não podemos projetar quantas pessoas serão imunizadas na cidade. Um levantamento mais detalhado será feito nos próximos dias”, finalizou.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, a imunização tem como público-alvo pessoas que possuem mais chances de desenvolver quadros graves de gripe Influenza: crianças entre 6 meses e menores de 5 anos de idade, idosos com 60 anos ou mais, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) e portadores de doenças crônicas não transmissíveis, além de alguns grupos específicos, como trabalhadores da saúde, professores, indígenas, pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

O órgão estadual de saúde informa que, ao todo, as doses da vacina serão destinadas a mais de 3,6 milhões de pessoas – a meta é alcançar, ao menos, 90% delas. Assim como a cidade de Cachoerinha, o município de Gravataí ainda não divulgou a projeção de doses da vacina que serão distribuídas no município. A campanha está prevista para ocorrer até o dia 1º de junho.

Ainda conforme a Secretaria Estadual de Saúde, não há risco de gripe para quem tomar a dose. “A vacina é segura e produzida por vírus mortos e fragmentados, ou seja, não há o risco de causar gripe nas pessoas. Ela protege contra três tipos de gripe Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B – e precisa ser renovada a cada ano”, diz o órgão através de nota.

Nenhum caso de gripe Influenza registrado na região em 2018

De acordo com os secretários de Saúde da região, nenhum caso de gripe Influenza havia sido registrado nas duas cidades até à tarde desta segunda-feira. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o Rio Grande do Sul já apresentou alguns casos confirmados de hospitalizações por gripe Influenza em 2018. Até o último informativo epidemiológico, com dados até o dia 9 de abril, sete casos já haviam sido registrados no RS. Contudo, não houve casos de morte por gripe até esta segunda-feira.

Ainda segundo a pasta, os números estão abaixo dos registrados em 2017, quando, no mesmo período, já haviam sido confirmados 15 casos no total e uma morte. O ano passado fechou com 440 casos de Influenza.

Prevenção e tratamento

Conforme o Palácio Piratini, ao lado da vacinação, o tratamento e a prevenção são os eixos que compõem o tripé do enfrentamento à Influenza. “A chamada etiqueta da gripe é uma medida simples, porém importante, para evitar a disseminação da doença”. Entre os cuidados destacados pela Secretaria Estadual de Saúde, está a proteção da boca e do nariz ao tossir e espirrar, cobrindo-os preferencialmente com a dobra do cotovelo, evitando o uso das mãos.

O órgão lembra, ainda, “a importância de lavar as mãos com frequência, com água e sabão ou utilizando álcool em gel, assim como evitar locais com aglomeração de pessoas, como escolas, transporte público, centros comerciais, entre outros, se estiver com os sintomas”.

Os tipos de gripe

Influenza A (H1N1)

Influenza A (H3N2)

Influenza A (não subtipado)

Influenza B




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *