Jair Bolsonaro é eleito presidente do Brasil; Eduardo Leite será o novo governador do RS | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Jair Bolsonaro é eleito presidente do Brasil; Eduardo Leite será o novo governador do RS

Jair Bolsonaro é eleito presidente do Brasil; Eduardo Leite será o novo governador do RS

Candidatos foram escolhidos neste domingo durante segundo turno das eleições. | Foto: Montagem sobre fotos/Reprodução

Com 55% dos votos, os brasileiros escolheram Jair Bolsonaro (PSL) para ser o próximo presidente do país. O parlamentar superou o candidato Fernando Haddad (PT), que fez 44% dos votos, e comandará o Brasil a partir do dia 1º de janeiro. Para o cargo de Governador do RS, Eduardo Leite (PSDB) foi o escolhido pelos gaúchos, superando José Ivo Sartori (MDB), com 53% a 46% dos votos.

Em Gravataí, o candidato Jair Bolsonaro fez 71,46% dos votos, contra 28,54% de Fernando Haddad. Em relação ao Palácio Piratini, José Ivo Sartori fez 54,13% dos votos da Aldeia, contra 45,87% de Eduardo Leite. Assim como em Gravataí, a disputa à presidência em Cachoeirinha terminou com a vitória do candidato do PSL (69,63%) contra o candidato do PT (30,37%). Em relação ao governo do Estado, Sartori venceu Leite por 53,50% a 46,50% dos votos na cidade.

O dia de votação

A movimentação foi considerada tranquila na região neste segundo turno das eleições. De acordo com a Brigada Militar (BM) de Gravataí, foram registradas quatro ocorrências por boca de urna na cidade. Os casos ocorreram nas escolas Morada do Vale I (dois casos), Gensa e Barbosa Rodrigues. Já a BM de Cachoeirinha informou que não foram registrados casos de boca de urna no município.

Conforme o oficial de justiça Caio Camargo dos Santos, que monitorou a região da Escola Estadual de Ensino Médio Tuiuti, em Gravataí, a eleição não apresentou graves incidentes. “Foi tudo muito tranquilo se compararmos com o primeiro turno.  As pessoas votaram pacificamente”, disse. O aposentado João Barcelos Laureano, de 69 anos, disse que votou porque deseja um Brasil melhor. “Votar é uma obrigação. É uma chance que temos de tornar o nosso país um lugar melhor para viver”, afirmou.

Biometria

Diferentemente do primeiro turno, quando o cadastro biométrico gerou filas nos locais de votação, a situação não se repetiu nas escolas de Gravataí neste segundo turno. “A biometria não gerou grandes problemas. De um modo geral, as filas eram formadas por, no máximo, quatro pessoas”, disse a Justiça Eleitoral da Aldeia. Para o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral do RS, Daniel Wobeto, a redução no tempo de espera ocorreu devido a menor quantidade de cargos para votar neste pleito.

Urnas trocadas

A Justiça Eleitoral de Gravataí informou que pelo menos sete urnas tiveram de ser trocadas neste domingo. No primeiro turno, o número de equipamentos trocados chegou a 23. Já a Justiça Eleitoral de Cachoeirinha disse que duas urnas precisaram ser substituídas neste segundo turno. No primeiro turno, 12 equipamentos foram trocados na cidade durante o pleito.

Segundo boletim divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 4.333 urnas eletrônicas haviam sido substituídas em todo o Brasil até as 17h deste domingo. O número representa 0,83% do total de equipamentos. Apenas em quatro municípios brasileiros houve a necessidade de votação manual – nenhum deles no RS.

Ocorrências no Estado

Neste domingo, a Polícia Civil esteve presente nas maiores seções eleitorais do Estado para acompanhar a votação. No período, a instituição registrou uma ameaça a um mesário, em Capão da Canoa, e uma violação ao sigilo do voto, em Canoas. Em Cruz Alta, no Norte do Estado, foi registrada uma ocorrência por problemas na votação presidencial. Em Torres, houve registro de boca de urna e uso de violência para obter voto ou abstenção.

Em âmbito nacional, o TSE informou que, até as 17h deste domingo, foram registradas 396 ocorrências apenas com eleitores. Desse total, 179 resultaram em prisão, “com o objetivo de garantir a ordem nos locais de votação”, disse o órgão. Não foram registradas ocorrências com candidatos.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *