Eleições | Jair Bolsonaro e Fernando Haddad se enfrentarão no segundo turno | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Eleições | Jair Bolsonaro e Fernando Haddad se enfrentarão no segundo turno

Eleições | Jair Bolsonaro e Fernando Haddad se enfrentarão no segundo turno

No governo gaúcho, Eduardo Leite e José Ivo Sartori disputam a preferência dos eleitores. Confira como foi o dia de votação em Gravataí. | Foto: Rodrigo Cassol/ JG

Com o final da apuração das urnas eletrônicas, os brasileiros já sabem quem irá disputar o segundo turno das eleições nos níveis nacional e estadual. Após as eleições deste domingo, Jair Bolsonaro (PSL), que teve 46% dos votos válidos, e Fernando Haddad (PT), com 29%, seguem na disputa pelo cargo de Presidente da República. Em relação ao governo do Estado, Eduardo Leite (PSDB), com 35% dos votos válidos, e José Ivo Sartori (MDB), com 31%, vão disputar o segundo turno no RS. No Senado Federal, Luis Carlos Heinze (PP), com 21%, e Paulo Paim (PT), com 17%, foram os escolhidos – e se juntarão a Lasier Martins (PSD). Em relação aos deputados estaduais e federais, nenhum dos candidatos da região foi eleito. O segundo turno das eleições será disputado no próximo dia 28 de outubro.

O dia de votação

O domingo de eleições no maior local de votação de Gravataí, a Escola Estadual de Ensino Médio Tuiuti, no bairro Bom Sucesso, foi marcado por longas filas nas seções eleitorais. De acordo com a Justiça Eleitoral de Gravataí, o fato ocorreu porque houve um processo de cadastro biométrico em algumas seções. “De um modo geral, tudo ocorreu tranquilo no município. Algumas salas de votação apresentaram demora pelo fato de que as pessoas ainda não estão acostumadas com esse processo”, disse a chefe da Zona Eleitoral 173, Márcia Lahude. Na Escola Municipal de Ensino Fundamental Bonsucesso, também na Aldeia, longas filas foram observadas minutos antes do fim da votação, que ocorreu às 17h.

“Espero poder mudar algo através do meu voto. A democracia é uma conquista recente, e temos que dar valor a isso”, disse o auxiliar de produção Matheus Tadiello, de 21 anos. Já o jardineiro Pedro Machado, de 58 anos, espera que a desigualdade seja reduzida. “Torço para que os próximos governantes respeitem o povo”, falou.

Ainda segundo a Justiça Eleitoral de Gravataí, 19 urnas tiveram que ser trocadas na cidade. Em relação às infrações, a Brigada Militar (BM) informou que houve casos de boca de urna no município – uma das ocorrências foi registrada na Escola Estadual Heitor Villa Lobos, no bairro Cohab C.

Em Cachoeirinha, o chefe da Zona Eleitoral 143, Carlos Marcelo da Silveira, disse que o dia de votação correu normalmente na cidade. “A eleição foi 100% eletrônica, conforme planejado inicialmente”, informou. No município, 12 urnas tiveram que ser trocas e 16 ocorrências de boca de urna foram registradas. Às 19h30, as Justiças Eleitorais da região já haviam transmitido todos os dados das urnas para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Mais de 1,2 mil urnas substituídas

Segundo informações do TSE, até às 16h deste domingo foram substituídas 1.285 urnas eletrônicas no país. Ao todo, foram preparadas 454.493 urnas para votação, 4.077 urnas para recepção de justificativa e 67.353 urnas de contingência.

Sobre ocorrências com candidatos, o Tribunal informou que contabilizou cinco casos: dois em Minas Gerais e um em Mato Grosso, sem prisões; e um no Rio Grande do Sul e um em São Paulo, ambos resultando em prisões. Quanto aos não candidatos, foram registradas 144 ocorrências – sendo 109 sem prisão e 35 com prisão. Os dados também foram computados até às 16h.

TSE desmente vídeo sobre voto “automático” em Haddad

Durante o domingo, circulou pelas redes sociais um vídeo que mostra um eleitor selecionando a tecla 1 da urna eletrônica e, automaticamente, escolhendo o candidato Fernando Haddad (PT) sem precisar digitar a tecla 3. Em resposta, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disse que “vídeos e mensagens em redes sociais e aplicativos de bate-papo sobre processamento dos votos na urna antes da tecla confirma são falsos”. Além da nota oficial, o TSE divulgou um vídeo em que um técnico de edição explica a montagem elaborada.

Imagens de voto divulgadas

Além do vídeo de Haddad, algumas imagens de votos foram divulgadas na internet. Sobre o assunto, o TSE se manifestou dizendo que “registrar o voto com máquinas fotográficas, filmadoras e telefones celulares poderá gerar multa de até R$ 15 mil, além de prisão. A lei visa preservar o sigilo do voto. Caso esse sigilo seja quebrado, o eleitor pode ser detido por até 2 anos”.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *