Conheça o empresário que liderou o apoio a Bolsonaro na região | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Conheça o empresário que liderou o apoio a Bolsonaro na região

Conheça o empresário que liderou o apoio a Bolsonaro na região
Vilmar de Matos, de 47 anos, recebeu a reportagem do Jornal de Gravataí nesta segunda-feira para falar sobre a campanha presidencial e a eleição do candidato do PSL. | Foto: Rodrigo Cassol/JG 

Voz ativa nas manifestações pró-Bolsonaro na região de Gravataí e Cachoeirinha, o empresário Vilmar de Matos, de 47 anos, não esconde a felicidade ao falar do próximo presidente do Brasil. “Ele traduziu todos os meus anseios, e se tornou a minha voz. Percebi que o Bolsonaro era a chance de mudança”, disse o morador da Aldeia, que foi um dos principais incentivadores da campanha do candidato do PSL à presidência da República no município.

Dono de uma revenda de veículos localizada na Avenida Dorival Cândido Luz de Oliveira há 27 anos, Matos conta que sempre esteve ligado a questões políticas. “Participei dos atos em favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e de protestos contra o Judiciário, além de outras manifestações de causas que me indignaram muito. Sempre fui de tomar posição”, disse o catarinense, que mora em Gravataí desde a infância.

O apoio ao candidato eleito Jair Bolsonaro, no entanto, começou a ganhar força a partir da greve dos caminhoneiros, ocorrida em maio deste ano. “Eu já estava participando ativamente nas redes sociais, instigando as pessoas. Quando começou a paralisação, eu saía do trabalho e ia me juntar a eles. Muitas das manifestações eu transmitia ao vivo pelo Facebook, e foi a partir disso que o pessoal me procurou”, contou o empresário.

O engajamento na greve dos caminhoneiros rendeu a Vilmar uma participação em uma reunião partidária. “No encontro, ofereci salas comerciais para a instalação de uma base do partido. Porém, o tempo passou e não fui procurado”, lamentou ele, que não revelou qual o partido. Essa indiferença, segundo Vilmar, foi um estímulo para continuar o apoio a Bolsonaro.

As mil camisetas

fb

Na noite do último domingo, Vilmar (centro) comemorou a vitória de Jair Bolsonaro no Parcão de Gravataí. | Foto: Facebook/Reprodução

Vilmar e alguns parceiros encomendaram mil camisetas de apoio ao candidato do PSL. “Procurei pessoas que pudessem me ajudar, pois era um número expressivo de peças. Até achei que ia faltar dinheiro para pagar as camisetas. Porém, tivemos a ideia de vender os produtos a R$ 5 – e todos foram comercializados”, disse o empresário, visivelmente emocionado com o apoio da população. Segundo ele, a verba das vendas foi utilizada na campanha de apoio a Bolsonaro.

Questionado sobre eventuais prejuízos financeiros com a campanha, Vilmar disse que ainda não possui números finais. “Em um primeiro momento, tive de tirar recursos próprios. Porém, ainda não temos uma estimativa dos valores. Se sobrar dinheiro, vou fazer um bom uso. O importante é que o povo saiu vitorioso”, disse.

O voto em Lula

Em meio à entrevista, Vilmar afirmou que já foi eleitor do Partido dos Trabalhadores (PT) – sigla de Fernando Haddad, que ficou em segundo lugar na disputa ao Palácio do Planalto. “Quando estudante de escola pública, eu era chamado de petista. E eu sempre dizia que, se isso significava fazer o certo, eu realmente era petista – inclusive já votei no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Porém, o PT e alguns políticos erraram bastante, e eu me tornei bolsonarista”, afirmou.

Futuro na política

Questionado sobre um possível ingresso em um partido político, o empresário disse que não acha isso necessário. “Ouço essa pergunta a todo o momento. Meus amigos têm me cobrado sobre dar um seguimento a isso. Porém, eu não vejo que há a obrigação em entrar em um partido. Acredito que precisamos fazer política, mas sem ser necessariamente um político”, explicou.

De acordo com Vilmar, algumas pessoas ligadas a partidos políticos já o procuraram neste ano. “Apesar de eu ter levantado a bandeira da independência partidária, as pessoas dizem que já estou envolvido. Mas eu tenho sido sempre o mesmo. O meu maior desejo é trazer as pessoas do bem para perto de mim”, finalizou.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *