Recursos do Estado | Barbosa Rodrigues receberá R$ 150 mil para reformas | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Recursos do Estado | Barbosa Rodrigues receberá R$ 150 mil para reformas

Recursos do Estado | Barbosa Rodrigues receberá R$ 150 mil para reformas
Conforme a Secretaria de Educação do RS, não há previsão de liberação de recursos para as demais escolas de Gravataí e Cachoeirinha. | Foto: Seduc/ Divulgação

O Colégio Estadual Barbosa Rodrigues, de Gravataí, é a única instituição de ensino da região contemplada no Programa Autonomia Financeira 2018, que vai distribuir R$ 53,3 milhões a 349 escolas da rede pública estadual do RS. De acordo com o governo do Estado, que assinou a liberação dos recursos na última quarta-feira, a instituição gravataiense receberá R$ 150 mil.

“Os repasses, provenientes do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) e do salário-educação, vão direto para cada instituição de ensino, e os recursos devem ser utilizados, exclusivamente, em reformas e ampliações”, diz texto divulgado pelo Palácio Piratini. Conforme a assessoria de Comunicação da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), os recursos devem estar à disposição das instituições de ensino na próxima semana. As escolas beneficiadas podem ser consultadas no site estado.rs.gov.br.

De acordo com a vice-diretora do turno da noite do Barbosa, Silvia Regina Santos de Freitas, a construção do refeitório da escola é uma das prioridades. “Ainda não possuímos um. Atualmente, os alunos têm de ir até a cozinha, onde recebem uma bandeja com o pote de comida. Então, eles voltam para a sala de aula e fazem a refeição lá mesmo”, explicou a vice-diretora. Outra demanda apontada por Silvia refere-se à quadra da escola. “Uma das conversas que tivemos foi sobre a possibilidade de cobrir o nosso espaço destinado à prática de esportes”, contou. Entretanto, Silvia ressaltou que nada está definido quanto à utilização dos recursos. Atualmente, a instituição conta com aproximadamente 1,2 mil alunos.

Critérios de escolha

De acordo com o Palácio Piratini, as instituições beneficiadas no Programa Autonomia Financeira deste ano foram selecionadas a partir de critérios técnicos. “A grande maioria foi escolhida por causa da rede elétrica, pois boa parte das escolas tem necessidade nesse sentido. Também existem apontamentos do Ministério Público e da comunidade escolar reclamando alguma necessidade”, explicou o secretário estadual de Educação, Ronald Krummenauer.

“A seleção das escolas contempladas ainda leva em conta as análises do Comitê Gestor de Obras, que funciona dentro da Seduc, trazendo critérios pedagógicos, de recursos humanos e de necessidade de obras nas escolas”, diz o governo do Estado. Além disso, outro critério utilizado pela Seduc é a parceria das escolas com universidades.

Sem previsão de recursos para Cachoeirinha

Questionada sobre investimentos nas demais escolas da Aldeia e na cidade de Cachoeirinha, que não foi contemplada nesta edição do Programa, a assessoria de Comunicação da Seduc disse que não há previsão de nova liberação de recursos. “O governo segue trabalhando nessa questão, através de um levantamento permanente nas escolas estaduais, que visa encontrar situações urgentes”, disse o órgão.

Programa já distribuiu mais de 130 milhões

Desde 2016, o Programa Autonomia Financeira, que está em sua terceira edição, já distribuiu R$ 134 milhões, atendendo cerca de mil demandas nas escolas gaúchas.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *