Tradicionalismo | Quatro CTGs da região estarão na próxima fase do Enart | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Tradicionalismo | Quatro CTGs da região estarão na próxima fase do Enart

Tradicionalismo | Quatro CTGs da região estarão na próxima fase do Enart

Etapa classificatória do Encontro de Artes e Tradição ocorreu neste final de semana, em Cachoeirinha. | Foto: Rodrigo Cassol/ JG

Três Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) de Gravataí e um de Cachoeirinha estão classificados para a próxima etapa do Encontro de Artes e Tradição (Enart) 2018. A definição das vagas ocorreu neste final de semana, em provas realizadas no CTG Sinuelo da Amizade, em Cachoeirinha. Além das quatro entidades, outros nove CTGs da 1ª Região Tradicionalista, composta por 11 cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre, avançaram na competição.

Os CTGs Aldeia dos Anjos, de Gravataí, e Rancho da Saudade, de Cachoeirinha, já estavam classificados e apenas confirmaram suas participações através de apresentações individuais. Os demais classificados da região foram os grupos Laço da Amizade e Pialo da Saudade (Força B), ambos da Aldeia.

“Esta etapa do Enart contou com provas individuais, como declamação e chula, que foram realizadas no sábado, e com a etapa dos grupos de dança, que ocorreu durante o domingo. Após as provas, foram selecionadas as entidades que irão disputar a fase inter-regional da competição, que antecede a grande final”, explicou o coordenador da 1ª Região Tradicionalista, Luís Henrique Lamaison.

Segundo ele, para que uma equipe avance para a próxima fase da competição, não basta apenas ter um bom desempenho nas danças tradicionais. “Alguns CTGs já estavam classificados e não participaram da etapa das danças. Porém, para avançar para a etapa inter-regional, cada grupo precisa ter participação em cinco modalidades individuais. Caso contrário, não está apto a participar”, contou.

Uma das entidades que participaram da competição neste domingo foi o CTG Maragatos, de Porto Alegre. O competidor Bruno Cunha Pereira ficou satisfeito com a apresentação do grupo. “Estamos trabalhando juntos há cerca de um ano. Por isso resolvemos encarar a etapa regional pela primeira vez. Ao longo do caminho, nosso grupo mudou bastante. Mas, apesar de tudo, avalio nossa participação como boa, pois permanecemos unidos”, disse o tradicionalista.

Cultivando a tradição

Para o coordenador da 1ª Região Tradicionalista, um dos objetivos do Enart é manter viva a tradição gaúcha. ”O evento é um dos maiores da América Latina. Os grupos envolvidos na competição trabalham praticamente o ano todo. Esses jovens que participam do Enart são o futuro do tradicionalismo e ajudam a manter viva a cultura gaúcha – que é um trabalho iniciado por Paixão Côrtes. Eles é que darão continuidade a isso”, enfatizou Lamaison. De acordo com ele, atualmente existem mais de mil entidades tradicionalistas espalhadas pelo mundo.

A inter-regional

Programada para os dias 25 e 26 de agosto, a próxima etapa do Enart envolvendo a 1ª Região Tradicionalista será realizada em Campo Bom. Na oportunidade, outras regiões também participarão da disputa – que terá sua fase final realizada em Santa Cruz do Sul, nos dias 17 e 18 de novembro.

Histórico

No ano passado, as melhores entidades da região na modalidade Danças Tradicionais Força A, considerada a principal da competição, foram os CTGs Aldeia dos Anjos (3º) e Rancho da Saudade (4º). Além deles, os grupos Piá do Sul (1º), de Santa Maria, Tiarayú (2º), de Porto Alegre, e Lalau Miranda (5º), de Passo Fundo, completaram a lista das cinco melhores apresentações. O CTG Aldeia dos Anjos é o maior vencedor da competição, com 11 títulos conquistados.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *