Carnaval de Porto Alegre terá formato diferente e será realizado em março | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Carnaval de Porto Alegre terá formato diferente e será realizado em março

Carnaval de Porto Alegre terá formato diferente e será realizado em março

Melhor participação da Onça Negra foi em 2016, quando ficou na segunda colocação. | Foto: Acadêmicos de Gravataí

Presidente da Acadêmicos de Gravataí afirma que formato dos desfiles ainda não é conhecido e, portanto, escola não sabe se participará da festa.

A Liga Independente das Escolas de Samba de Porto Alegre (Liespa) anunciou nesta quinta-feira os motivos do cancelamento dos desfiles de carnaval no Complexo Cultural do Porto Seco, em Porto Alegre. Através de nota, assinada em conjunto com os presidentes das escolas de samba da Série Ouro, a entidade carnavalesca afirmou que, entre as razões para a não realização do evento, estão um problema de energia – cabos foram roubados – e a dificuldade de encontrar parceiros em tempo hábil, “uma vez que a cedência do sambódromo demorou mais do que o previsto para acontecer”, diz o texto. “No ano passado, foi informado à Liespa que o carnaval seria privado. As mudanças na gestão da cidade mudaram o rumo e as decisões do carnaval, interferindo de forma dura na vida dos carnavalescos”, diz o texto da Liga.

Segundo o presidente da Liespa, Juarez Gutierrez de Souza, um desfile performático entre as escolas das séries Ouro, Prata e Bronze, além das tribos, substituirá neste ano o formato tradicional adotado até então no carnaval. “Os presidentes das escolas de samba optaram por um carnaval não competitivo, de forma gratuita, em respeito à sociedade e aos carnavalescos. Não teria motivo para vender ingressos e as pessoas comprarem um produto e assistirem outro”, salientou. Ainda não há um local definido para a realização do novo evento.

 “Escola está entristecida”, diz presidente da Onça Negra

A presidente da escola de samba Acadêmicos de Gravataí, Rita Bitencourt, afirmou que a dificuldade financeira das escolas de samba contribuiu para o cancelamento do evento. “Já estávamos confeccionando as fantasias e cuidando de outros detalhes do desfile. Os carros alegóricos e os demais materiais estão guardados no Porto Seco. Porém, não haverá a disputa competitiva como em outros anos. Ficamos entristecidos com a situação, mas não tínhamos o que fazer”, disse a dirigente.

Segundo ela, cerca de 1,3 mil pessoas desfilariam pela agremiação no Porto Seco. “Agora, precisamos pensar em 2019. Temos um trabalho de ano inteiro pela frente, que envolve jantares, almoços, reuniões e apresentações”, contou Rita.

Desfiles serão no final de março

Segundo a Liespa, os desfiles programados para os dias 23 e 24 de março acontecerão em via pública, sem compromisso comercial e sem caráter competitivo. “O objetivo é levar o maior número de escolas possíveis, para fazer uma apresentação em formato de escola de samba, sem desrespeitar e comprometer a cultura popular. São sete décadas de carnaval em Porto Alegre e a Liga não se omitiria de realizar o desfile”, diz o texto. Rita Bitencourt, entretanto, afirma que a escola ainda não sabe se participará da festa. “Não sabemos como será o formato desse novo desfile e, por isso, não podemos confirmar a participação”, contou.

Confira as colocações da Onça Negra nos últimos anos:

2017 – 7° Lugar

2016 – 2° Lugar

2015 – 9° Lugar

2014 – 4° Lugar




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *