As percepções de quem viveu a Feira do Livro de Gravataí | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

As percepções de quem viveu a Feira do Livro de Gravataí

As percepções de quem viveu a Feira do Livro de Gravataí

Espetáculo teatral Encantos de Natal foi uma das últimas atrações deste domingo. | Foto: Rodrigo Cassol/ JG

Neste domingo, foi encerrada a 31ª edição da Feira do Livro de Gravataí. Após sete dias de evento, o Jornal de Gravataí ouviu as pessoas que estiveram envolvidas com a Feira.

Para a secretária de Cultura de Gravataí, Fernanda Fraga, o novo local de realização do evento foi o destaque da edição deste ano. “A nova estrutura, sem dúvida, foi um dos grandes diferenciais”, disse. Fernanda lembrou, ainda, da grande presença do público. “Acredito que conseguimos superar a marca dos 30 mil visitantes esperados para o evento”, contou. Como aspecto negativo, a secretária ressalta o pouco tempo de divulgação. “Precisamos melhorar a divulgação do evento. Tivemos 28 dias para isso, mas acredito que seja necessário ainda mais tempo”, lembrou. De acordo com Fernanda, os dados oficiais do evento serão divulgados nesta segunda-feira.

Público satisfeito

Jéferson Lourenci, 38 anos – “Gostei bastante da Feira. Comprei alguns livros e assisti a uma apresentação de teatro. Em minha opinião, essa edição da Feira superou as edições passadas”.

Débora Preto, 32 anos – “Foi muito bom poder trazer as crianças para a Feira. Eles gostam bastante dos youtubers, e nós encontramos vários livros desse tipo aqui no evento”.

Livreiros esperavam mais

Volmir Dias, 42 anos – “As vendas ficaram dentro da expectativa, mas acredito que o movimento poderia ter sido maior. Acho que o momento econômico prejudicou a aquisição de um maior número de livros”.

Rosane Martins, 27 anos – “Acredito que a data tenha prejudicado o evento e, por isso, o movimento foi abaixo do esperado”.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *