Solidariedade | Após incêndio, família precisa de doações | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Solidariedade | Após incêndio, família precisa de doações

Solidariedade | Após incêndio, família precisa de doações

Moradores afirmam que um curto circuito causou o incidente. | Foto: Rodrigo Cassol/ JG

Após um incêndio ocorrido no último sábado destruir uma casa localizada na Rua Tarumã, no bairro São Jerônimo, em Gravataí, a família que morava no local necessita de ajuda. No momento, são necessárias doações de produtos de higiene e de materiais de construção, como tijolos, cimento e telhas. Uma campanha nas redes sociais já arrecadou diversas roupas e alimentos, além de uma geladeira, um fogão e uma cama. Uma campanha de arrecadação de dinheiro está sendo realizada pela internet. Ninguém ficou ferido no incidente.

Para ajudar, basta levar as doações na Rua Grapiapunha, n° 35, no bairro São Jerônimo, em Gravataí, ou entrar em contato pelo telefone (51) 997116865.

Curto circuito causou incêndio, afirmam moradores

Segundo o próprio morador da residência, Cristiano Fonseca, de 44 anos, um curto circuito foi o causador do incêndio. Fonseca, ainda abalado pelo fato, não deu mais detalhes. Roberto Mairano, de 65 anos, vizinho da família atingida, confirmou a versão. “O que a gente sabe é que foi um curto circuito que causou o incêndio na casa”, disse. “Quando cheguei ao local, a residência já estava pegando fogo. Foi tudo muito rápido e o trabalho dos bombeiros foi fundamental”, completou.

O Corpo de Bombeiros de Gravataí afirmou que “não tem por atribuição investigar causas de incêndios” e que “os moradores da residência atingida devem solicitar uma perícia no local para identificar o que causou as chamas”.

Solidariedade dos vizinhos

WhatsApp Image 2017-12-04 at 16.33.12

A família, composta por dois adultos e quatro crianças, está alojada em um espaço cedido por vizinhos, localizado na Rua Grapiapunha, próximo do local do incêndio. Cristiano Fonseca afirma que, com as doações, pretende construir sua nova casa o mais rápido possível. “Quero apenas construir a minha nova morada e retomar a minha vida”, disse. Fonseca trabalha em um posto de gasolina em Cachoeirinha e está de licença até a próxima sexta-feira.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *