Assim se estuda no Tuiuti em dia de chuva | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Assim se estuda no Tuiuti em dia de chuva

Assim se estuda no Tuiuti em dia de chuva

A imagem acima revela como é ter aula na Escola Estadual Tuiuti, no bairro Bom Sucesso, em Gravataí. “Em dias de chuva essa é a nossa realidade! Biblioteca fechada, sala improvisada, goteiras pra todo o lado! #lutoPelaEducação”. Esta é a legenda utilizada para descrever a imagem publicada no perfil oficial da instituição de ensino no Facebook na tarde de segunda-feira (4/11). 

A foto viralizou. Virou assunto em diversos grupos da cidade e ganhou repercussão na mídia estadual. Até a tarde desta terça, a postagem tinha mais de 1,5 mil compartilhamentos e uma centena de comentários. A maioria, criticando o governo estadual pelo descaso. “Meu deus, será que ninguém vai fazer nada?”, questionou nos comentários Roberta Ximendes. “Ai coitadinho do meu filho. Ele é asmático. Não deixo na chuva para não se molhar, aí ele vai pra escola e acontece isso”, desabafou Grazyela.

Pais, alunos e comunidade escolar estão desde o mês de junho denunciando a precariedade da estrutura da escola. À nossa redação, no mês de julho, A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) informou que obras na estrutura do colégio seriam concluídas em 90 dias, prazo que encerrou no mês passado.

Seduc informa novos prazos

Em nota encaminhada à nossa redação na manhã desta terça, a Seduc falou sobre o andamento das reformas estruturais (que inclui telhado, forro e parte elétrica) realizadas em quatro pavilhões no Tuiuti. Em três deles, o processo está em fase de licitação e no pavilhão 4, as obras, que estão paralisadas, devem iniciar nos próximos dias e ser finalizadas ainda neste mês.

“A reforma dos pavilhões 1, 2 e 3, que somam juntos um investimento de R$ 525 mil, está em fase de licitação. O prazo para entrega da obra, após assinada a ordem de início, é de 120 dias. A empresa responsável pelo pavilhão 4, que estava com a obra paralisada, já foi notificada pela Seduc e deve recomeçar os serviços imediatamente. Com um investimento de R$ 110 mil, a previsão é que os trabalhos estejam concluídos até o final do mês de novembro”, diz a nota encaminhada a nossa redação.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *