Vacinação contra a gripe tem início na região | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Vacinação contra a gripe tem início na região

Vacinação contra a gripe tem início na região

Meta das Secretarias de Saúde de Gravataí e de Cachoeirinha é imunizar 90% do público-alvo da Campanha. Clínicas particulares também oferecem o serviço. | Fotos: Rodrigo Cassol

A quarta-feira marcou o início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que pretende vacinar mais de 50 milhões de pessoas em todo o país. Na região, a expectativa das Secretarias de Saúde de Gravataí e de Cachoeirinha é imunizar 90% do público-alvo da ação, que ocorrerá até o dia 31 de maio. Neste primeiro momento da Campanha, somente crianças (entre seis meses e até seis anos de idade) e gestantes terão prioridade na imunização. Já a partir do próximo dia 22, a vacina será liberada para os demais grupos que integram a ação: trabalhadores da saúde, povos indígenas, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), idosos (a partir dos 60 anos), professores, pessoas com doenças crônicas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. O dia D de mobilização será realizado no dia 4 de maio.

WhatsApp Image 2019-04-10 at 17.59.28

USF Águas Claras já teve procura pela vacina no primeiro dia de Campanha.

De acordo com a diretora da Vigilância em Saúde (Viemsa) da Secretaria de Saúde de Gravataí, Patrícia da Silva, os grupos prioritários da Campanha, neste ano, representam aproximadamente 77 mil pessoas na Aldeia. “No ano passado, a cobertura vacinal das crianças e dos idosos ficou abaixo da meta de um modo geral – inclusive aqui no município. Por este motivo, o Ministério da Saúde está dando prioridade para estes grupos”, explicou Patrícia. Segundo ela, todas as unidades de saúde do município estão disponibilizando a imunização – o que inclui as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e as Unidades de Saúde da Família (USF).

Conforme o secretário de Saúde de Cachoeirinha, Paulo Eduardo da Silva Abrão, todas as UBSs e as Estratégias de Saúde da Família (ESF) da cidade também contarão com doses da vacina. “Esperamos vacinar 90% do público-alvo. Para isso, faremos um acompanhamento semanal dos índices de imunizações”, contou Abrão. Segundo o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações, a população de Cachoeirinha que deve receber a imunização é de aproximadamente 25,8 mil pessoas – número que é confirmado pelo secretário. Já em Gravataí, o Sistema informa que 54,3 mil pessoas fazem parte do público-alvo. Contudo, a diretora da Viemsa contesta a informação, afirmando que “os dados do Ministério, nesse caso, não são precisos”.

O endereço de todos os locais de vacinação pode ser conferido no site das prefeituras da região. Para receber a dose da vacina, é necessário apresentar a carteira de vacinação e o documento de identidade.

Alisson já está vacinado

WhatsApp Image 2019-04-10 at 18.01.34

Pequeno Alisson, de um ano, foi imunizado em Gravataí.

Na tarde desta quarta-feira, a gravataiense Sandra da Silva Ramos levou o filho Alisson, de um ano, até a USF Águas Claras, localizada no bairro Parque Ipiranga, em Gravataí. “Aproveitei que ele já tinha uma consulta marcada para hoje e já o levei para a imunização contra a gripe”, disse Sandra, que confessou ter medo de o filho contrair o vírus após a vacina. Sobre isso, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) afirma que “a vacina é produzida com vírus mortos, sem risco de causar infecção”.

Já a gravataiense Silvia Letícia Correa acredita que a vacina é muito importante para a saúde do filho Tales, de um ano e sete meses. “Já levei ele para tomar a vacina no ano passado, e o resultado foi satisfatório”, contou. De acordo com informações da SES, a vacina contra a gripe protege contra três tipos de vírus Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. Em relação à vacina do ano passado, a dose foi atualizada com subtipos diferentes nas cepas H3N2 e B.

Clínicas particulares também oferecem a vacina

A opção para as pessoas que querem se proteger do vírus, mas estão fora dos grupos prioritários, é procurar a vacina em uma clínica particular. Em Gravataí, a dose da vacina com quatro cepas (uma a mais do que a oferecida na rede pública) pode ser encontrada a partir de R$ 80 (em dinheiro). “A procura pela imunização aqui na clínica tem sido sazonal. Tem épocas em que as pessoas nos procuram menos, e também há períodos em que a busca é maior. Especialmente quando a mídia divulga que há algum surto de gripe, o aumento é absurdo”, contou Sandro Artur Ostrowski, proprietário de uma clínica localizada no bairro Passo das Pedras, na Aldeia. Se o pagamento for no cartão de crédito, o valor da dose sobe para R$ 100.

De acordo com ele, a tendência para 2019 é de que haja um aumento de 20% nas imunizações em relação ao ano passado. “As pessoas estão tendo mais consciência. Acredito que neste ano teremos um público maior em busca da vacina”, projetou. Já uma clínica localizada no bairro Dom Feliciano, também em Gravataí, está oferecendo a dose da vacina com quatro cepas pelo valor de R$ 110.

Estado já tem casos de Influenza confirmados em 2019

Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados nesta quarta-feira, o Estado já contabiliza seis casos de Influenza em 2019. Questionada nesta quarta sobre os números, a SES disse que cinco casos ocorreram no RS neste ano (todos em Porto Alegre) e nenhum óbito foi registrado. Até o último dia 23 de março, foram contabilizados 55 óbitos em decorrência do vírus em todo o país. Até o momento, o subtipo predominante no Brasil é o Influenza A H1N1, com 41 óbitos.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *