UPAs da região deverão ser inauguradas no primeiro semestre do ano que vem | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

UPAs da região deverão ser inauguradas no primeiro semestre do ano que vem

UPAs da região deverão ser inauguradas no primeiro semestre do ano que vem

Informação foi confirmada pelos secretários de Saúde de Gravataí e de Cachoeirinha nesta sexta-feira. Ordem de Inicío de ambas as obras foi assinada em 2014. | Foto: Rodrigo Cassol/ Jornal de Gravataí

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Gravataí e de Cachoeirinha deverão entrar em funcionamento no primeiro semestre do ano que vem. A informação foi confirmada na tarde desta sexta-feira pelos secretários de Saúde das duas cidades da região. Em Gravataí, a previsão de conclusão da obra física da chamada UPA das Moradas, localizada às margens da ERS-020, é para o próximo mês de dezembro. “Depois dessa etapa, temos que providenciar diversas questões, como pessoal, mobiliário, equipamentos clínicos e leitos, por exemplo. É este o motivo que fará com que a gente inaugure a UPA até a metade do próximo ano”, disse Jean Torman. De acordo com ele, as obras do local estão 74% concluídas.

Questionado sobre a demora na inauguração da UPA, que teve a ordem de início das obras assinada em 2014, o secretário de Saúde de Gravataí disse que os trabalhos estão dentro do prazo contratual. “Para nós não há surpresa no que diz respeito a execução da obra. Ela está razoavelmente dentro do cronograma”, explicou Torman.

De acordo com informações do Executivo municipal, a UPA das Moradas terá investimentos para edificação de R$ 3 milhões, que são oriundos do Ministério da Saúde. Já o governo do Estado entrará com cerca de R$ 1 milhão, que será destinado para a aquisição de equipamentos. O custeio das despesas mensais, calculado em torno de R$ 7 milhões ao longo de um ano, ficará a cargo da União, do Estado e do próprio Executivo.

A estrutura

Cedida pela prefeitura, a área onde está sendo erguida a UPA possui cerca de 10 mil metros quadrados. Já a área construída representa cerca de 1,2 mil metros quadrados. Segundo o governo municipal, a nova UPA contará com consultórios médicos e salas de assistência social, urgência, observação adulta e infantil, inalação, curativos, material, gesso e imobilização, radiologia, isolamento e eletrocardiograma.

Lixo na região

WhatsApp Image 2018-07-27 at 20.29.24

Foto: Rodrigo Cassol/ JG

Durante visita ao local, na manhã desta sexta-feira, uma grande quantidade de lixo espalhada em frente ao terreno onde funcionará a UPA das Moradas pôde ser observada. De acordo com o secretário municipal de Serviços Urbanos, Paulo Garcia, o descarte irregular é uma prática recorrente em Gravataí.

“Infelizmente, temos constatado isso em toda a cidade, e não apenas nas proximidades da UPA. Apesar das diversas campanhas de conscientização e da fiscalização da Secretaria, a cidade ainda possui muitos focos desse tipo de descarte”, lamentou Garcia.

Ainda segundo o secretário, os agentes da Secretaria de Obras podem autuar quem for flagrado descartando lixo de forma irregular. “As multas podem chegar até R$ 4 mil”, alertou. Segundo ele, a cidade gasta, em média, R$ 350 mil por mês com o recolhimento de lixo irregular.

Estrutura física da UPA de Cachoeirinha deve ficar pronta dentro de 60 dias

6fbba28d42cb122392c885ac9eb31b12_L

Foto: Internet/ Reprodução

De acordo com informações do secretário de Saúde interino de Cachoeirinha, Alysson Mello, a estrutura da UPA, localizada entre os bairros Jardim do Bosque e Granja Esperança, deve ficar pronta dentro dos próximos dois meses. A data de inauguração do local, entretanto, ainda é desconhecida. “Estamos correndo, para terminar tudo o mais breve possível. Porém, não podemos dar uma data exata – até pela proximidade do período eleitoral. O mais provável é que a inauguração ocorra no final deste ano ou, no máximo, no primeiro semestre de 2019”, informou. Segundo ele, as obras no local já superam os 80% de conclusão. O investimento, com recursos do governo federal, é de aproximadamente R$ 3 milhões.

Como justificativa para a demora na conclusão dos serviços, o secretário disse que a empresa vencedora da primeira licitação abandonou as obras. “Eles foram embora sem prestar esclarecimentos. A partir disso, tivemos que realizar todo o processo licitatório novamente, e isso gerou uma demora”, explicou. As obras no local começaram no primeiro semestre de 2014.

Após a finalização da estrutura do local, que ainda passará por pinturas, colocação de aberturas e construções externas, a próxima etapa dos trabalhos é a mobiliária. Segundo a Secretaria, cerca de 15 pessoas trabalham diariamente nas obras.

“Pronto Atendimento não será fechado”, garante secretário

Conforme o secretário de Saúde de Cachoeirinha, o Pronto Atendimento 24 horas, localizado no bairro Fátima, continuará atendendo a população da região. “Vamos estudar formas de manter a unidade aberta. Ainda não sabemos se vamos diminuir o horário de funcionamento, ou quais outras medidas tomaremos. O que posso afirmar é que, com certeza, a comunidade terá uma referência no local”, disse Alysson.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *