Recursos | Participação dos gravataienses na Consulta Popular diminui em mais de 66% | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Recursos | Participação dos gravataienses na Consulta Popular diminui em mais de 66%

Recursos | Participação dos gravataienses na Consulta Popular diminui em mais de 66%
Região receberá cerca de R$ 4 milhões para investimentos em áreas como saúde e turismo. | Foto: Palácio Piratini 

O Governo do Estado divulgou nesta semana o número de votos registrados na Consulta Popular 2018 – processo em que a população escolhe os serviços que serão contemplados pelo orçamento do Rio Grande do Sul. Neste ano, 4.165 gravataienses escolheram suas prioridades para a região. O número representa uma diminuição de mais de 66%, quando comparado com os cerca de 12.300 votos computados em 2017. Em Cachoeirinha, a baixa foi de aproximadamente 70%: 7.502 votos computados em 2017, contra 2.245 neste ano.

Ao todo, mais de 794 mil votos foram contabilizados durante os quatro dias de pleito. De acordo com o governo gaúcho, esse é o maior número registrado nas últimas quatro votações. No total, 110 projetos foram escolhidos pelas 28 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), que representam os 497 municípios do RS.

Para o presidente do Coredes Metropolitano Delta do Jacuí, onde se encontram as cidades de Gravataí e Cachoeirinha, a descrença com a política afastou os cidadãos da votação. “A baixa foi registrada em várias regiões. Quando se pedia para as pessoas votarem, elas diziam que não queriam nem saber da votação, por ser uma questão política. Não adiantava explicar a importância das verbas”, explicou Júlio Souza, que também é integrante da Secretaria de Governança e Comunicação Social de Gravataí. Segundo ele, a Copa do Mundo também foi um dos motivos que afastaram a população da votação.

O Coredes Metropolitano, através das votações, escolheu como prioridades as áreas da saúde, da segurança pública e do turismo. Juntos, os municípios da região receberão cerca de R$ 4 milhões. No total, a Consulta Popular deste ano vai disponibilizar R$ 80 milhões.

Apenas quatro cidades da região vão receber recursos

Das dez cidades que integram o Coredes Metropolitano, apenas quatro receberão os recursos. “Existe um índice mínimo de votação, que varia de acordo com a população de cada cidade. Infelizmente, alguns desses municípios não atingiram a porcentagem necessária de participantes para a obtenção de verbas”, disse Júlio Souza. As cidades contempladas são Gravataí, Eldorado do Sul, Glorinha e Santo Antônio da Patrulha.

Quanto aos recursos que cada município receberá, Júlio disse que isso será definido em reunião, que ainda não tem data para ocorrer. “São vários fatores que pesam na hora da divisão dos recursos. Um deles é o interesse de cada cidade em determinada área”, explicou o presidente do Coredes Metropolitano. As demais cidades integrantes do Coredes da região são Alvorada, Cachoeirinha, Guaíba, Porto Alegre, Triunfo e Viamão.

Em nota divulgada em seu site, a prefeitura de Gravataí disse que, entre as conquistas mais recentes do município por meio da Consulta Popular, “destacam-se a aquisição de duas ambulâncias, de veículos agrícolas e de carteiras escolares para a rede de ensino”.

A Consulta Popular

Instituída através da Lei 11.179, de 1998, a Consulta Popular prevê que a população defina diretamente parte dos investimentos e serviços que constarão no orçamento do Estado. O valor a ser distribuído, que é estipulado anualmente pelo Palácio Piratini, leva em conta critérios como a população de cada região e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese).




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *