Pólio e sarampo | Adesão à Campanha de Vacinação supera os 70% em Gravataí | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Pólio e sarampo | Adesão à Campanha de Vacinação supera os 70% em Gravataí

Pólio e sarampo | Adesão à Campanha de Vacinação supera os 70% em Gravataí

Em Cachoeirinha, cobertura vacinal é superior a 88%. Ministério da Saúde prorrogou a Campanha até o dia 14. | Foto: Palácio Piratini

A adesão à Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite e o sarampo, em Gravataí, passou a marca dos 70%. De acordo com dados do Ministério da Saúde, a cobertura vacinal da poliomielite está em 77,21%, com 10.835 doses aplicadas. Em relação ao sarampo, a adesão é de 74,96%, com 10.520 pessoas imunizadas. O público alvo da Campanha é integrado por crianças de um ano a menores de cinco. Os dados foram consultados na tarde desta quarta-feira.

Em Cachoeirinha, os índices superam os 88%. Em relação à pólio, 5.695 doses foram aplicadas, totalizando 88,75% da cobertura vacinal. Já a imunização contra o sarampo foi distribuída 5.692 vezes na cidade, representando uma cobertura de 88,70%. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é que os municípios vacinem, pelo menos, 95% do público alvo da Campanha – que foi prorrogada até o próximo dia 14.

Para o secretário de Saúde de Gravataí, Jean Piery Torman, a adesão do público poderia ser maior, caso as condições climáticas colaborassem. “A Campanha está correspondendo ao esperado. Contudo, entendemos que o clima ruim, de muita chuva, possa ter diminuído a procura”, explicou Torman. No próximo dia 15, a cidade fará um novo Dia D, para encerrar a Campanha no município.

Já o secretário de Saúde de Cachoeirinha, Paulo Eduardo da Silva Abrão, disse que, apesar de não atingir a meta até o momento, a equipe da Secretaria está fazendo todos os esforços possíveis durante a Campanha. “Além dos dias de semana, em três oportunidades nós disponibilizamos a vacinação aos sábados. Além destas datas, estivemos durante três noites no Shopping do Vale”, contou o secretário. Segundo ele, a projeção é de que a cidade alcance 90% de cobertura vacinal até o encerramento da Campanha. A vacinação segue disponível em todas as unidades de saúde do município.

Doses

O Ministério da Saúde orienta que, em relação à poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida recebam a vacina injetável. Já os pequenos que tomaram uma ou mais doses devem receber a imunização oral. Para o sarampo, todas as crianças com idade entre um ano e menores de cinco vão receber uma dose da tríplice viral – que protege contra o sarampo, a rubéola e a caxumba -, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

“Neste ano, a vacinação é feita de forma indiscriminada. Isso significa que mesmo as crianças que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde, a fim de receber mais um reforço”, completa o órgão.

Vacinação no Estado

Até o início desta semana, 332 cidades gaúchas já haviam superado a cobertura vacinal estabelecida. Porém, cerca de 68 mil crianças ainda não foram vacinadas. Na média, o Estado registrou o alcance de 87% do público alvo, o que representa mais de 900 mil doses aplicadas. A Região Metropolitana de Porto Alegre ficou com as médias mais baixas do RS.

Casos de pólio e sarampo no RS

Até a última segunda-feira, 23 casos de sarampo haviam sidos confirmados no RS em 2018. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), os registros ocorreram em Porto Alegre (16), Viamão (3), Alvorada (2), São Luiz Gonzaga (1) e Vacaria (1). O sarampo, que não era registrado no Brasil desde 2015, já fez, pelo menos, cinco vítimas na região Norte do país neste ano. Em relação à pólio, a SES informa que o último caso registrado no RS foi em 1983.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *