Negócios | Walmart vende 80% de suas operações | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Negócios | Walmart vende 80% de suas operações

Negócios | Walmart vende 80% de suas operações
No ano passado, Big de Cachoeirinha passou por transformação. Empresa não se manifestou sobre a situação dos demais supermercados da região após a venda. | Foto: Arquivo/ JG

Nesta semana, foi anunciada a venda de 80% da participação do Walmart Brasil para o fundo de investimentos Advent International. Os 20% restantes das operações serão mantidos pelo Walmart. Agora, o negócio precisa passar por uma aprovação regulatória. Os valores da negociação não foram divulgados.

Como justificativa para a venda, o Walmart afirmou, por meio de nota, que “a decisão de estabelecer esta parceria vem de uma análise cuidadosa e consciente do portfólio internacional da empresa parceira”, diz o texto. Como resultado da transação, o Walmart informa que espera registrar, nos Estados Unidos, uma perda líquida sem efeito em caixa de aproximadamente US$ 4,5 bilhões, a ser registrada nos próximos meses.

O sócio da Advent International Patrice Etlin acredita que a experiência do fundo de investimentos será importante para a obtenção de bons negócios. “Acreditamos que, com o nosso conhecimento do mercado local e expertise em varejo, poderemos posicionar a empresa para gerar resultados expressivos e alcançar novos patamares de sucesso no Brasil. Planejamos investir no negócio e trabalhar com a equipe da empresa para criar um ambiente mais ágil e moderno, a fim de acelerar o seu desenvolvimento e melhorar a experiência do consumidor”, disse Etlin.

No Brasil, a Advent International está presente há mais de 20 anos. Nesse período, o grupo investiu em 30 empresas brasileiras. Entre elas, está a gaúcha Quero-Quero, que possui mais de 260 lojas, totalizando cerca de 4 mil funcionários.

Big Cachoeirinha virou Walmart em 2017

Em novembro do ano passado, o antigo hipermercado Big, em Cachoeirinha, foi substituído por um novo supermercado Walmart. Na época, o vice-presidente de Operações do Walmart Brasil, Bernardo Perloiro, disse que a mudança dos supermercados era conceitual, “fazendo com que os clientes tenham mais facilidade para encontrar os itens que procuram” e que, com a medida, o grupo esperava “aumentar o faturamento em cerca de 15%”.

O Walmart não informou se dará continuidade ao processo de transformação, e tampouco confirmou como ficará a situação dos demais supermercados do grupo – incluindo os estabelecimentos de Gravataí, como Big e Nacional. Até o final do ano passado, a rede de supermercados possuía 98 lojas em todo o Estado – totalizando mais de 13 mil funcionários.

“Venda indica ausência de perspectiva na economia brasileira”, diz economista

facebook_reproducao

Foto: Facebook/ Reprodução

Para o doutor em Economia e coordenador do curso de Economia da PUC-RS, Gustavo Inácio de Moraes, a venda de parte das operações do Walmart demonstra uma desconfiança dos investidores na economia do Brasil. “A operação do Walmart no país era uma das maiores do mundo. Isso mostra, também, que há um grande movimento de venda de ativos, como já vem ocorrendo no mercado bancário”, explica Moraes.

Além disso, o economista afirma que existe, também, um movimento no qual os investimentos de empreas americanas possam estar em queda, em favor de investimentos chineses. “Essa tendência precisa ser confirmada. Contudo, acredito que este é o caminho”, finalizou Gustavo.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *