Grupo Walmart muda de nome e anuncia investimento | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Grupo Walmart muda de nome e anuncia investimento

Grupo Walmart muda de nome e anuncia investimento

Estabelecimento em Cachoeirinha trocou de nome em novembro de 2017. | Foto: Rodrigo Cassol/Arquivo/JG

Com a troca, hipermercado de Cachoeirinha voltará a ter a bandeira Big. De acordo com a empresa, mais de R$ 1 bilhão será investido nos próximos 18 meses.

O grupo Walmart confirmou nesta segunda-feira que, a partir de agora, passa a se chamar Grupo Big. Com a medida, as lojas de hipermercado Walmart nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, como é o caso de Cachoeirinha, passarão a ter a bandeira Big, enquanto que, no Nordeste, todos os hipermercados serão chamados Big Bompreço. Além da troca no nome da companhia e das lojas espalhadas pelo país, o grupo anunciou que, nos próximos 18 meses, investirá mais de R$ 1,2 bilhão na modernização e ampliação de suas lojas.

Através de comunicado divulgado em seu site, a empresa afirma que começa uma gestão “100% local”, que espera possibilitar mais agilidade nas tomadas de decisões. “Com esse movimento, a companhia visa se aproximar ainda mais de seus clientes em todas as regiões e formatos em que atua, com o objetivo de ser reconhecida como a melhor opção de compras para o consumidor, com amplo sortimento e excelência no atendimento”, diz parte do texto.

De acordo com o grupo, a empresa já está realizando mudanças na operação em todo o país, como a renovação das lojas, a ampliação de 30% do sortimento e uma nova estratégia comercial e de preços. A estimativa da companhia é, até junho de 2020, concluir a reforma de 100 hipermercados. Questionada sobre as unidades pertencentes ao grupo nos municípios de Gravataí e Cachoeirinha, a assessoria de imprensa da empresa disse que “não há, ainda, um cronograma específico para cada cidade, para cada loja”.

Em novembro de 2017, o hipermercado Big, em Cachoeirinha, foi reinaugurado sob o nome de Walmart. Na época, o vice-presidente de Operações, Comercial e Marketing do Walmart Brasil, Bernardo Perloiro, disse que a mudança dos supermercados representava uma troca de conceito. “Não vamos apenas pintar a loja, trocar a fachada e reformar. A mudança será conceitual. Queremos que nossos clientes tenham uma melhor visualização da loja e, por consequência, mais facilidade para encontrar os itens que procuram”, contou na oportunidade.

Conforme informações do site Valor Econômico, o motivo para a interrupção do uso da marca Walmart é financeiro. Segundo o portal, a empresa paga royalties (quantia correspondente ao direito de uso) mensais aos americanos de 0,7% sobre as vendas. O fim do pagamento teria um efeito positivo e direto na margem de lucro da empresa, informou o Valor. Entretanto, conforme a apuração, o grupo continuará pagando royalties em virtude da marca Sam’s. A porcentagem de pagamento, contudo, será menor do que 0,7%. Ainda de acordo com o site, os supermercados nos estados brasileiros abaixo do Nordeste devem virar Nacional – que já opera aqui no RS.

As mudanças anunciadas nesta segunda ocorrem cerca de um ano após o fundo de investimento Advent adquirir 80% da operação do Walmart Brasil. “O Walmart Inc. mantém uma participação de 20% na empresa”, diz a companhia.

O grupo

Autointitulado como o terceiro maior conglomerado de varejo alimentar do Brasil, o agora Grupo Big está presente no país desde 1995. Atualmente, a companhia conta com cerca de 550 unidades e 50 mil funcionários em 18 estados brasileiros, além do Distrito Federal. De acordo com a empresa, são oito bandeiras entre hipermercados (Big e Big Bompreço), supermercados (Super Bompreço e Nacional), atacado (Maxxi Atacado), clube de compras (Sam’s Club) e lojas de vizinhança (TodoDia), além de postos de combustíveis e farmácias.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *