Gravataí é o município que mais criou vagas de emprego formais no RS em 2017 | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Gravataí é o município que mais criou vagas de emprego formais no RS em 2017

Gravataí é o município que mais criou vagas de emprego formais no RS em 2017

Dados levam em consideração os municípios com mais de 30 mil habitantes. | Foto: Agência Brasil

Entre as cidades gaúchas que possuem mais de 30 mil habitantes, Gravataí foi a que teve o maior saldo positivo de geração de empregos formais em 2017, contabilizando 1.594 novas vagas. Ao todo, 18.738 pessoas foram contratadas na cidade, enquanto que outras 17.144 deixaram seus postos de trabalho. Os dados foram divulgados na última sexta-feira pelo Ministério do Trabalho, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Confira aqui.

Questionada sobre o aumento do número de postos de trabalho em Gravataí, a coordenadora do Sistema Nacional de Emprego (Sine) do município, Luciene Reis, disse que a situação está dentro do esperado. “Não houve um fator especifico para este aumento”, disse. Segundo ela, o setor que mais se destacou na abertura de vagas foi o comércio. “O setor dos estabelecimentos comerciais foi o que ofertou mais vagas nos últimos meses. Em contrapartida, poucas vagas foram abertas para o setor da indústria”, informou.

Em setembro, a General Motors (GM) anunciou a retomada do terceiro turno de trabalho no complexo de Gravataí. A medida implicou a contratação de aproximadamente 700 novos trabalhadores. Nossa reportagem tentou contato com a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Gravataí, Luana Krumberg, para saber se as novas vagas da GM tem relação com o número alcançado pelo município, mas não obteve retorno.

“Mais de 50% não concluiu o ensino fundamental”, diz coordenadora do Sine

A coordenadora do Sine de Gravataí chamou a atenção para a questão da qualificação dos candidatos. “Mais da metade das pessoas que chegam ao Sine para se candidatar a uma vaga não possuem o ensino fundamental completo”, contou.

Ainda sobre a preparação dos candidatos, Luciene citou um exemplo ocorrido nesta semana. “Por falta de qualificação dos candidatos, deixamos de encaixar três pessoas para vagas de motorista e uma pessoa para atuar como operador de empilhadeira. Todos tinham experiência, mas não possuiam a escolaridade exigida para os cargos”, lamentou.

Saldo é negativo em Cachoeirinha

Ainda de acordo com o Ministério do Trabalho, em Cachoeirinha, o saldo de vagas formais do ano passado foi negativo. No período, foram registradas 16.914 admissões e 17.335 demissões, totalizando 421 postos de trabalho formais a menos. Procurado, o secretário municipal de Sustentabilidade, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Belarmino, disse que “quase duvida” dos números apresentados pelo Ministério. “Preciso conferir os meus dados antes de dar qualquer declaração”, afirmou.

Menos 8,1 mil vagas no RS

O Estado terminou 2017 com 8.173 vagas formais de emprego fechadas. Foram 1.041.421 demissões contra 1.033.248 contratações.

Como se candidatar

As pessoas interessadas em se candidatar às vagas de trabalho disponíveis em Gravataí e região devem comparecer ao Sine do município portando Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), comprovante de residência e carteira de identidade.

De segunda a sexta-feira, às 8h, são distribuídas 60 fichas para os primeiros candidatos que comparecerem ao local, que fica na Rua Benjamin Constant, n° 100, no bairro Passo das Pedras.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *