GM investirá R$ 1,4 bilhão em Gravataí | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

GM investirá R$ 1,4 bilhão em Gravataí

GM investirá R$ 1,4 bilhão em Gravataí

Com nova ampliação, unidade se consolida como a mais importante da montadora na América do Sul. | Foto: Luiz Chaves/ Palácio Piratini

A General Motors (GM) anunciou nesta quinta-feira (03) que investirá R$ 1,4 bilhão no Complexo Industrial Automotivo de Gravataí. O valor faz parte do plano de investimentos de R$ 13 bilhões previstos para o Brasil entre 2014 e 2019. Durante o anúncio, realizado na planta da fábrica, o presidente da GM no Mercosul, Carlos Zarlenga, explicou que a empresa produzirá um novo veículo na unidade de Gravataí, que está previsto para chegar ao mercado no final de 2019.

“A intenção com o novo modelo é, em um primeiro momento, abastecer o mercado do Brasil e da América do Sul. Mas, no futuro, há a aposta de vender também para outros continentes”, garante.

O vice-presidente da GM no Mercosul, Marcos Munhoz, afirmou que “será um veículo inédito e com foco na comercialização internacional”. Em relação à ampliação, Munhoz acredita na retomada do mercado. “A expansão nos dará mais longevidade, ainda mais em um mercado que está pronto para se reaquecer”, afirmou.

Foram quase dois anos de negociações entre a montadora e o governo do Estado, para garantir que o investimento ficasse no Rio Grande do Sul. “Esse investimento vai assegurar a continuidade da GM, mas também vai criar empregos e desenvolvimento econômico na cidade e no Estado”, disse Zarlenga. Esta ampliação é a terceira da planta industrial e vem acompanhada de cinco novos fornecedores.

O prefeito de Gravataí, Marco Alba, acredita que, com os investimentos, o município dá um grande passo para enfrentar o momento de recessão econômica. “Estamos saindo na frente, sinalizando que a alternativa para sair de qualquer crise é trabalhar. Com essa ampliação, vamos fazer esse dinheiro circular e, por consequência, vamos melhorar a vida da população”, comemorou.

Alba lembrou, ainda, que a cidade contará com recursos que entrarão para o caixa do município. “Daqui a três anos, vamos começar a receber novamente um valor significativo de ICMS. Gravataí passará a adquirir sua capacidade de sustentabilidade de recursos próprios”, afirmou. Segundo o prefeito, a GM gera 50% do ICMS do município, o que corresponde a R$ 100 milhões em valores de 2017.

Para o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, os reflexos do anúncio são muito positivos. “Essa ampliação vai gerar empregos, aumento de receita, expansão de negócios, incremento na cadeia de suprimentos e exportações”, falou. Sartori lembrou, também, das vantagens que o anúncio traz. “A escolha de Gravataí para a produção garante benefícios não só para a região. Os efeitos são maiores do que podemos imaginar”, disse.

Os empresários, contudo, não fazem estimativas de quantos postos de trabalho serão criados. Conforme o Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, é provável que o terceiro turno retorne nos próximos anos. Atualmente, a fábrica produz os modelos Ônix e Prisma. Além da expansão da GM, os sistemistas atuais também deverão investir, e novos fornecedores chegarão ao complexo.

A gerente de Relações Governamentais e Institucionais da GM, Daniela Kraemer, comemorou o que chamou de “momento feliz” da montadora na cidade. “Hoje é um dia de muita alegria, que confirma para a GM e para o Rio Grande do Sul que estamos no caminho certo”, disse. Daniela lembrou o início das operações da montadora no RS. “O trabalho que começou há 20 anos vem dando fruto. O empenho e a dedicação do gaúcho e dos nossos colegas gravataienses mostrou para o mundo todo que somos uma fábrica de excelência, e isso vai sendo uma referência pra que a gente possa continuar recebendo investimentos”, completou.


Durante o evento, anúncio para o setor

Na oportunidade, o governador José Ivo Sartori apresentou o Programa de Inovação em Mobilidade Urbana, Logística e Transporte (MULT), que visa fomentar inovações tecnológicas no setor. O programa prevê parcerias entre universidades, governo e empresas. “Estamos fazendo a nossa parte e promovendo profundas mudanças estruturais no Estado. O MULT é mais um exemplo dos nossos esforços para potencializar a inovação no segmento automobilístico”, disse Sartori.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *