Em busca de um dono | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Em busca de um dono

Em busca de um dono
Projeto voluntário desenvolvido por bióloga gravataiense está acolhendo animais de rua. | Fotos: Rodrigo Cassol/JG

Um projeto desenvolvido por uma bióloga de Gravataí está ajudando animais de rua a encontrarem um lar. Através de um perfil no Instagram chamado A Turma do Bairro’, a gravataiense divulga fotos de cachorros acolhidos por ela, para facilitar a adoção. “Eu acolho animais desde os oito anos, e sempre sofro com os bichinhos que são abandonados. Então, resolvi criar este projeto, há algumas semanas, para dar mais visibilidade aos animais e, por consequência, tornar a adoção mais fácil”, explicou nesta quarta-feira a jovem Alana Cioato, de 23 anos.

Atualmente, os quatro cachorros que estão sob os cuidados da bióloga dormem em casinhas colocadas na frente da casa de Alana. “Eu alimento eles, dou remédio de vermes e levo para a castração no Canil Municipal. No projeto, tenho a ajuda financeira do meu namorado, que também já adotou alguns cachorros, e de uma amiga, que está tirando as fotos dos bichinhos para colocarmos nas redes sociais”, explicou a jovem.

Os interessados em adotar um animal devem entrar em contato através do perfil ‘A Turma do Bairro’, no Instagram. Atualmente, os animais cuidados por Alana são as fêmeas Torrone e Caramelo – ambas castradas – e os machos Cebolinha e Cascão – este último perdeu a visão de um olho após levar um chute.

Ameaças de morte

De acordo com Alana, alguns vizinhos são contrários ao ‘canil’ improvisado pela jovem. “Já fui ameaçada de morte, e também já disseram que iriam envenenar os animais, pois eles sujam a rua”, desabafou. De acordo com ela, alguns animais já foram atropelados propositalmente. “Não entendo o motivo desse incômodo, pois os animais não atrapalham”, justificou. Ela acredita que o mato que fica próximo da região é o principal motivo para o grande número de animais deixados no local.

WhatsApp Image 2018-12-19 at 16.57.53

As fêmeas Torrone (esq.) e Caramelo já foram castradas.

De acordo com o artigo 32 da Lei 9605/1998, que dispõe sobre “as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente”, a pena para quem praticar ato de abuso ou maus-tratos com os animais é a detenção, de três meses a um ano, e multa. Caso ocorra a morte do animal, a pena é aumentada de um sexto a um terço.

Ações do poder público

Em Gravataí, a prefeitura acolhe os animais em situação de rua e vítimas de maus-tratos através do Canil Municipal. De acordo com a prefeitura, o serviço de castração, no local, é realizado nos animais resgatados, nos bichinhos trazidos ao espaço através de ONGs e em cães ou gatos de estimação de famílias de baixa renda. A sede do Canil fica na Estrada Cabeleira Bitello, no bairro Costa do Ipiranga. Os interessados em adotar um bichinho devem apresentar um comprovante de residência e o documento de identidade. O espaço fica aberto para adoção todos os dias, das 8h às 17h. No início do mês passado, o Canil abrigava 330 cães, seis gatos e 22 cavalos. Além do Canil, uma feira de adoção é realizada com frequência na parada 67 de Gravataí.

Em Cachoeirinha, a prefeitura está construindo o Centro Municipal de Saúde Animal, que vai atender gratuitamente cães e gatos em situação de rua. De acordo com o Executivo, a obra já está com 80% dos trabalhos concluídos, e deve ficar pronta no primeiro semestre de 2019. “O Centro vai priorizar as castrações e os atendimentos emergenciais dos bichinhos. Entendemos que as ações que envolvem o bem estar e a saúde animal são primordiais, sendo uma questão de saúde pública”, disse a diretora de Proteção Animal da Secretaria de Sustentabilidade, Trabalho e Desenvolvimento Econômico de Cachoeirinha, Tarciz Laus. O local está sendo construído na Rua Doutor Décio Martins Costa, no bairro Vila Eunice Nova. A ideia do Executivo é que o novo local conte com um convênio, com a Uniritter, para ser um Centro/Escola.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *