Prazo para tirar e transferir título de eleitor termina no próximo dia 9; saiba o que é preciso para regularizar sua situação | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Prazo para tirar e transferir título de eleitor termina no próximo dia 9; saiba o que é preciso para regularizar sua situação

Prazo para tirar e transferir título de eleitor termina no próximo dia 9; saiba o que é preciso para regularizar sua situação

Juntos, municípios de Gravataí e de Cachoeirinha possuem, atualmente, quase 300 mil eleitores aptos a votar. Primeiro turno das eleições será no dia 7 de outubro. | Foto: Agência Brasil

Termina no próximo dia 9 de maio o prazo para que os cidadãos brasileiros que pretendem votar nas próximas eleições solicitem à Justiça Eleitoral a confecção do título de eleitor. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para os maiores de 18 anos. Contudo, brasileiros com 16 e 17 anos também podem solicitar o documento. O prazo é o mesmo para quem deseja corrigir dados cadastrais ou alterar o domicílio eleitoral para outro município. Os procedimentos podem ser agendados pelo site tse.jus.br e concluídos no Cartório Eleitoral da cidade do eleitor. Quem não quiser fazer o agendamento, pode ir diretamente ao órgão. O primeiro turno das eleições deste ano será realizado no dia 7 de outubro. O segundo turno está previsto para ocorrer no dia 28 do mesmo mês.

Para quem for fazer o título de eleitor pela primeira vez, é necessário apresentar um documento de identidade e um comprovante de residência atualizado. No caso dos homens, além dos documentos citados, é necessária a apresentação do comprovante de quitação militar – para quem possuir mais de 18 anos.

Já para quem pretende alterar o domicílio eleitoral, é exigida a apresentação de um documento de identidade, da certidão de nascimento ou de casamento e de um comprovante de residência atualizado. Os mesmos documentos são exigidos para quem pretende alterar dados cadastrais.

Ainda conforme o calendário do TSE, o dia 9 de maio marca a data-limite para que o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicite sua transferência para uma seção eleitoral com acessibilidade. Os presos provisórios e os adolescentes internados que não possuam título regular devem fazer o alistamento eleitoral ou solicitar a regularização de sua situação dentro do mesmo prazo.

“Em 2018, já realizamos 7,4 mil movimentações, que são as solicitações de primeira via de título de eleitor, as alterações de domicílio eleitoral e a alteração de dados”, informou o analista judiciário e chefe de cartório substituto de Gravataí, André Machado Guimarães. As Zonas Eleitorais 071 e 173, localizadas em Gravataí, ficam na Rua Angelino Loranzi, próximo ao Parcão. Já em Cachoeirinha, a Zona 143 está localizada na Rua Manatá, no bairro Princesa Izabel.

Biometria ainda não é obrigatória

De acordo com os Cartórios Eleitorais de Gravataí e Cachoeirinha, o sistema de identificação biométrica ainda não é obrigatório nos municípios. Contudo, já há eleitores cadastrados no novo sistema. “As eleições de 2018 e 2020 ainda serão mistas, ou seja, com alguns eleitores identificados com a biometria e outros não. O prazo final para o cadastramento biométrico é em 2022. Todos os cidadãos passarão por esse processo, e a gente aconselha as pessoas a irem se programando desde já”, disse o chefe de cartório substituto de Gravataí.

Quase 300 mil eleitores na região

De acordo com o Cartório Eleitoral de Gravataí, 188 mil eleitores estavam aptos a votar no município até a tarde desta terça-feira. Em Cachoeirinha, o Cartório local informou que 101,6 mil pessoas estavam com a situação regular na Justiça Eleitoral no mesmo período.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *