Dia dos Pais deve movimentar o comércio da região | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Dia dos Pais deve movimentar o comércio da região

Dia dos Pais deve movimentar o comércio da região
Dirigente lojista de Gravataí estima que o gasto médio com as compras deva ficar entre R$ 80 e R$ 100. | Foto: Sindilojas/ Divulgação

O Dia dos Pais, que será comemorado no próximo domingo, deve movimentar o comércio de Gravataí e de Cachoeirinha. De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas) de Gravataí, José Rosa, as datas comemorativas ajudam a aumentar as vendas. “Essas ocasiões são interessantes para dar ânimo ao mercado. As pessoas saem às ruas e, com isso, a economia se movimenta. Além disso, estamos no início de um mês, e isso sempre ajuda”, disse. Segundo ele, o valor médio que cada cliente deverá gastar na Aldeia será entre R$ 80 a R$ 100. Entretanto, o Sindilojas de Gravataí não possui uma estimativa total de valores para a data.

No mês passado, um estudo da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS) mostrou que as vendas para o Dia dos Pais devem ter alta real entre 3% e 4% em relação ao ano passado. De acordo com a avaliação da entidade, a alta das vendas deve favorecer alguns segmentos específicos do comércio, como o varejo de roupas e calçados. A avaliação econômica realizada pela entidade não projetou os valores que devem ser movimentados durante a data.

Comerciante da Aldeia projeta aumento de 20% nas vendas

WhatsApp Image 2018-08-08 at 16.31.26

Foto: Rodrigo Cassol/ Jornal de Gravataí

O comerciante Nivaldo Pereira, dono de uma loja de roupas localizada na Avenida dos Estados, em Gravataí, disse que estima um crescimento de 20% em suas vendas. “O movimento aqui na loja costuma aumentar na época do Dia dos Pais. Eu acredito que o comércio depende de datas como essa – até porque, de um modo geral, as coisas estão devagar. Por este motivo, estamos apostando bastante nesta data”, contou.

Segundo Pereira, a movimentação para o Dia dos Pais deve começar apenas na sexta-feira. “O forte das vendas é entre a sexta e o sábado. Até esta quarta-feira, as vendas ainda continuam normais”, relatou. Para ele, o pagamento do Fundo PIS/Pasep a diversos trabalhadores pode colaborar para o aumento das vendas. Segundo a Agência Brasil, o pagamento do Fundo aos cotistas começou nesta quarta-feira. Os saques atingem 6,3 milhões de pessoas, totalizando R$ 5,5 bilhões.

Crise política e greve dos caminhoneiros diminuíram as vendas, diz dirigente

Para o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, o crescimento projetado para as vendas do Dia dos Pais em 2018 foi afetado, principalmente, por dois motivos. “Nós vínhamos bem até o primeiro trimestre deste ano. Em março, porém, nosso crescimento diminuiu devido a algumas questões relacionadas ao governo federal – o que gerou uma instabilidade política no país”, disse. O outro fator apontado por Bohn foi à greve dos caminhoneiros, ocorrida em maio. “Todos os setores perderam com as manifestações, inclusive o comércio”, relatou.

Apesar disso, o dirigente considera o aumento real de 3% a 4% como satisfatório. “Claro que não é o que gostaríamos, mas não é nada desesperador. Voltamos a crescer e isso está ocorrendo de forma lenta. Esperamos, agora, que nenhum novo percalço apareça e a retomada nas vendas continue”, comentou.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *